Buscar
  • SINTUFF

Em CUV sem quórum, reitoria se recusa a suspender biometria no HUAP



Mesmo com a alta nos índices de contaminação pela COVID-19, causada pela variante Ômicron, e a um surto de gripe, a reitoria se pronunciou no Conselho Universitário (CUV) de janeiro (12/1) em recusa à suspensão do ponto biométrico no Hospital Universitário Antonio Pedro (HUAP). Este é um tratamento diferenciado aos servidores do HUAP, tendo em vista que são os únicos que estão recebendo essa cobrança, pela vontade da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), gestora do HUAP. O SINTUFF lembra que a biometria é uma opção política da reitoria, já que existem outras formas de controle eletrônico de frequência menos burocráticas e que não sejam anti-higiênicas.

A bancada de conselheiro técnico-administrativos apresentou proposta de resolução no CUV de dezembro pela suspensão da biometria no HUAP, mas a mesma foi encaminhada às câmaras especializadas do CUV, que até o momento nada trataram. Os conselheiros técnico-administrativos presentes cobraram da reitoria que se reúna urgentemente com o SINTUFF para tratar dos temas relativos aos servidores do HUAP, o que o vice-reitor Fabio Passos se comprometeu a encaminhar.

Diversos conselheiros cobraram ainda uma padronização de protocolos e efetiva cobrança do passaporte vacinal em toda a UFF.