top of page
Buscar
  • Foto do escritorSINTUFF

Pressionado por greve, ministro anuncia insuficientes R$ 347 milhões para educação federal

Valor está distante dos necessários 2,5 bilhões requeridos por reitores(as)


A força da greve tem se refletido em pressão política por orçamento para além da esfera salarial. Os movimentos grevistas na educação federal têm pautado com destaque a luta pela recomposição orçamentária das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), que tem sofrido ano após ano com os sucessivos contingenciamentos.


Na manhã de sexta-feira (10), o ministro da Educação, Camilo Santana, anunciou a recomposição de R$ 347 milhões para suplemento de custeio das IFES. O valor, contudo, está muito aquém do necessário para as universidades manterem o funcionamento até o final do ano. Segundo a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (ANDIFES) são necessários 2,5 bilhões para recompor o orçamento das IFES, sete vezes mais que o anunciado pelo ministro. A reitoria da UFF informou, em audiência com o comando de greve docente, que as verbas atuais só mantem a universidade funcionando até, no máximo, setembro.


Comentarii


bottom of page