• SINTUFF

Assembleia reafirma 30 horas para todos


A Assembleia Geral, realizada neste dia 8/8, aprovou resolução reafirmando as 30 horas para todos, reforçando o entendimento de que a UFF precisa ser considerada na sua totalidade, e não setorialmente, para a regulamentação da jornada de trabalho. Após extenso e acalorado debate, a resolução foi aprovada na sua totalidade.

Os servidores do coletivo UFF em nossas mãos, de oposição, apresentaram destaque contra a aprovação da alínea b do ponto 1, que recusa qualquer formulação que resulte em debate setorial das 30 horas, e contra todo o ponto 2, que submete a representação sindical na Comissão às decisões de assembleia e impedem negociações em separado de parte da comissão com a reitoria. Os destaques foram rejeitados por ampla maioria de votos.

Confira o texto final da resolução aprovada pela Assembleia, na íntegra:

1 - Manter as deliberações da categoria, votadas nos fóruns do sindicato, de 30 horas para todos. A UFF é um todo que produz ensino, pesquisa e extensão de forma integrada, com horário superior a 12 horas diárias, e por isso temos o direito às 30 horas. O que significa: a) formalizar essa posição de 30 horas para todos na Comissão Paritária das 30 horas em sua próxima reunião dia 9, pois já se chegou a esse consenso. Do mesmo modo que se formalizou que não haverá alteração dos atuais horários de trabalho da categoria;

b) negar qualquer formulação que implique debate setorial, pois levaria à divisão da categoria, posição já rejeitada pelos fóruns da categoria, conforme as deliberações no Comando e nas Assembleias de greve. 2 - Manter a posição da Assembléia de 8/2 sobre os critérios para atuação dos integrantes da bancada do SINTUFF na comissão de 30 horas:

a) defender 30 horas para todos;

b) se submeter às decisões da Assembléia Geral;

c) não realizar reuniões bilaterais com a Reitoria que envolvam apenas parte da comissão; d) revogabilidade dos mandatos, com decisão de Assembléia Geral. 3 - Apresentar como eixo de atuação no presente momento o seguinte:

a) formalizar a resolução das 30 horas para todos na Comissão Paritária no próximo dia 9;

b) propor que a Reitoria e o CUV se manifestem oficialmente contra a MP do PDV de Temer;

c) Publicar os documentos da Comissão Paritária das 30 horas no Site do SINTUFF e divulgar os conteúdos no jornal da entidade.

d) propor que a reitoria publique os documentos no site da UFF. 4 - Sobre ponto eletrônico, entendemos que:

a) ponto eletrônico não é instrumento para aferir assiduidade, produção, coerência no trabalho e não responde as características de uma universidade repleta de diversidade e flexibilidade do trabalho;

b) nos órgãos público onde foi instalado, foi utilizado para perseguição política de ativistas que constroem paralisações e greves, e para ampliar o assedio moral sobre toda a categoria.

c) diante da atual crise orçamentária e corte de verbas nas universidades, discordamos que sejam canalizados recursos para implantação desse sistema.

Por isso mantemos posição contrária ao ponto eletrônico na UFF e exigimos uma audiência com o reitor sobre esse tema.

Moções aprovadas

Moção de Apoio

Moção de Apoio à Associação dos Servidores do Arquivo Nacional (ASSAN) pela luta contra o PL 7920/17 (PL da Queima dos Arquivos).

Moção de Apoio

Moção de Apoio aos trabalhadores da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) que estão sob ameaça de fechamento da universidade.

Moção de Repúdio

Moção de Repúdio ao governo Temer pelo desmonta do Arquivo Nacional.

#30horas #jornadadetrabalho #greve #acordodegreve #comissão

Endereço:
Rua Coronel Tamarino, nº 37 - Gragoatá

Niterói - RJ

CEP: 24210-380

secretaria@sintuff.org.br

Telefones: (21) 2717-9292 / 3604-1800

© 2013

by Marcello Bertolo

  • Blogger Square
  • b-facebook
  • Google Round
  • Twitter Round
  • b-youtube