Buscar
  • SINTUFF

Parecer do Conselho Fiscal: contas de agosto/2019 a dezembro/2020

O Conselho Fiscal do SINTUFF eleito para o biênio de 2019/2021, em reuniões devidamente convocadas, no decorrer dos meses finais de 2021 e meses iniciais de 2022 (após o período de quarentena por conta da pandemia de COVID-19) analisou as contas do SINTUFF, referente ao período de agosto de 2019 a dezembro de 2020.


Tivemos acesso aos balancetes relatórios, pastas de documentos com extratos bancários e comprovantes das receitas, despesas e aplicações referente as prestações de contas de cada mês. Neste sentido, o referido Conselho fiscal tomou conhecimento de todas as movimentações financeiras do sindicato.


Analisamos os últimos cinco meses de 2019 que correspondem ao inicio dessa gestão. Nesse período o sindicato teve uma receita total de R$ 2.116.972,79 e uma despesa total de R$ 2.424.522,76, como podemos observar. O ano com déficit acumulado de R$ 226.123,82. Contudo, cabe ressaltar o fato deste resultado ser referente a todo o ano de 2019. Pois, os sete primeiros meses do ano são equivalentes ao mandato da gestão passada que encerrou em julho, período esse, que fechou com um superávit de R$ 125.427.39.


No ano todo de 2019 as receitas totalizaram R$ 5.081.792,36 e as despesas somaram R$ 5.307.916,18 Sobre os motivos que ocasionaram esse resultado negativo, conseguimos analisar a partir dos documentos apresentados pela tesouraria. Através dos quais pudemos verificar que as despesas consideradas fixas (Pessoal, Encargos e Administrativas) consumiram em torno de 70% da receita do ano. Então verificamos que nas despesas variáveis foram investidos 34,20%, ocasionando esse déficit.


Os documentos foram importantes pra entendermos esse resultado, pois constam como investimentos variáveis nesse ano: as lutas na UFF contra o reitor em Niterói e nos Polos do interior contra o ponto eletrônico e em defesa das 30h, contra as reformas do governo que retiraram direitos dos trabalhadores, GTs de comunicação e Negros e Negras, Encontros nacionais de mulheres e aposentados, plenárias da Fasubra, Congresso da CSP-Conlutas, entre outras atividades, absorvendo um investimento de R$ 292.996,59. Somado a isso, um grande investimento entre os meses de maio a julho que foi a eleição da nova coordenação do Sintuff e Conselho fiscal para o biênio 2019/2021 que totalizou R$ 190.682.85. Especificamente no segundo semestre, período referente ao início da atual gestão, ocorreram grandes volume de investimentos no laser dos associados com eventos tradicionais em nosso sindicato: Festas das crianças (R$ 89.585,22) e Festa de final de ano (R$ 203.712,95).


No referido período de 2019 da atual gestão, observou-se que o sindicato seguiu corretamente as determinações estatutárias e congressuais, realizando devidamente as aplicações referentes a 10% da receita mensal, assim, sendo foram aplicados R$ 172.097,26 e os rendimentos nos fundos e poupança totalizaram R$ 36.243,08. Ao fim do ano de 2019 havia um total de R$ 1.451.774,27 em aplicações. Havia também disponível nas contas do sindicato um montante de R$ 1.525.540,55. Já o valor contábil referente aos bens móveis e imóveis totalizou R$ 1.975.145,71.

O ano de 2020 foi atípico, quando teve início uma crise sanitária em escala mundial e fomos obrigados a conviver com a pandemia de Covid-19. O sindicato, apesar do cenário e necessidade de se adaptar ao momento, continuou atuando dentro das possibilidades que o momento exigia. Deste modo, conseguiu ser parte de alguns atos públicos (carreatas e passeatas), além de exercer solidariedade de classe por meio de doações financeiras para movimentos populares e entidades sindicais impactados com a pandemia, assim como prestou auxílio emergencial a sindicalizados em razão de morte por Covid-19, respaldando-se em aprovações nos fóruns do sindicato.


Em relação a receita total, em 2020, alcançou o valor de R$ 4.902.471,09. Já as despesas, estas totalizaram R$ 4.170.339,70, fazendo com que o resultado do período fosse superavitário em R$ 732.131,39. Um importante resultado para as finanças que vinha de um déficit de R$ 226.123,82 em 2019. As despesas fixas com Pessoal, encargos e administrativas representaram 72,28% e despesas variáveis caíram para 13,28%, mesmo com os brindes de final ano que totalizou R$ 234.220.07, sendo assim relacionado: R$ 34.620,07: despesa remanescente da festa de 2019; 42.500,00: referente a um gasto extra que foi autorizado por apenas um coordenador de finanças ainda para festa de 2019, que se demonstrou um despesa desnecessária e que só foi paga em abril de 2020 e R$ 157.100,00: valor referente aos brindes das Lojas Americanas distribuídos aos associados no lugar da festa de 2020.


Cumpriram as determinações estatutárias e congressuais e em 2020, as aplicações, referentes a 10% da receita mensal, totalizaram R$ 747.110,05, acumulando um rendimento total de R$ 43.639,71. Ao fim do ano de 2020, havia um total de R$ 2.166.255,19 em aplicações. Nesse ponto chamou a atenção o aumento nos saldos das aplicações de 2019 para 2020, que cresceram em um ano 32,98%, ou seja, R$ 714.480,92, o que é extremamente positivo para as finanças do nosso sindicato! Já o total disponível em todas as contas do Sintuff acumulava R$ 2.233.985,54. O valor contábil referente aos bens móveis e imóveis totalizou R$ 1.978.824,71.


Neste sentido, o Conselho Fiscal, no cumprimento de suas tarefas estatutárias, não identificou nenhuma irregularidade ou transações financeiras que não esteja de acordo com o estatuto. Neste sentido, consideramos aprovada a prestação de contas referente ao período de agosto de 2019 a dezembro de 2020 e recomendamos à Assembleia sua aprovação!


Niterói, 03 de maio de 2022.


Posts recentes

Ver tudo