Buscar
  • SINTUFF

Unimed mente, distorce e ataca SINTUFF para prejudicar servidores da UFF

A Unimed Leste Fluminense enviou mensagem aos seus cooperados atacando o SINTUFF. De forma oportunista e covarde, a empresa promove mentiras e distorções no intuito de difamar a representação sindical dos servidores da UFF e justificar sua postura intransigente ao romper de forma abrupta, irrevogável e irresponsável o convênio com o SINTUFF.

No intuito de promover reajustes abusivos, a Unimed Leste Fluminense tem, ano após ano, fornecido de forma incompleta e com informações duplicadas os dados relativos ao cálculo atuarial da sinistralidade previsto em contrato. A empresa tem proposto índices de reajuste de forma aleatória, conforme seus anseios de lucro, sem justificá-los dentro dos parâmetros contratuais. A maior prova é que, em 2020, a justiça obrigou a empresa a aplicar o índice de reajuste proposto pelos usuários, com base em cálculo atuarial feito por um especialista, dentro do que o contrato previa.

A Unimed acusa ainda o sindicato de obstruir as negociações e utiliza a taxa administrativa como pretexto para ruptura do contrato, tentando jogar o sindicalizado contra o SINTUFF. Nada mais falso. Em negociações recentes, o SINTUFF já havia aceitado sem qualquer resistência abrir mão dessa taxa, com o intuito de desonerar as mensalidades dos usuários. Além da extinção da taxa administrativa, já havíamos avançado em direção a um reajuste financeiro de 8,53%, conforme aceito em resposta emitida pela empresa, restando somente negociar a modificação de cláusulas contratuais pleiteadas pela empresa.

Quem rompeu unilateralmente o contrato e as negociações foi a Unimed, sem prévio aviso, em plena pandemia, prejudicando servidores e seus dependentes, a maioria em idade avançada. A Unimed simplesmente desconsiderou por completo a questão humanitária, desguarnecendo mais de 2500 vidas, mostrando seu desprezo por essas pessoas, agora que a maioria já atingiu uma idade mais avançada. Quando eram mais jovens, os usuários interessavam à Unimed por serem mais lucrativos. Agora querem se desfazer dos mesmos intempestivamente, sem qualquer negociação. A Unimed também anunciou simultaneamente ruptura do contrato com a ADUFF, entidade representativa dos docentes, mostrando que se trata de uma política da empresa e não de um problema isolado com o SINTUFF.

O SINTUFF, através da Comissão de Usuários, insistiu na retomada da mesa de negociação e demonstrou total disposição ao diálogo, o que pode ser comprovado através de diversos documentos emitidos pelo sindicato. Bom lembrar que a Unimed promoveu reajuste ilegal, em descumprimento ao contrato, a centenas de servidores que completaram 59 anos, valores extremamente lesivos e que serão motivo de judicialização por parte dos usuários.

A carta enviada pela Unimed aos cooperados tem por finalidade atacar o sindicato e, ao também ser difundida entre os nossos associados, assediar os servidores para aderirem ao plano individual proposto pela empresa. Orientamos os servidores a não fazer essa migração, acompanharem as movimentações do sindicato através de nossas mídias (site, e-mail, whatsapp, facebook) e participarem da Assembleia de usuários que ocorrerá na primeira semana de maio. Aguardem orientação do SINTUFF, pois ainda estamos dentro do prazo para vermos outras opções, assim como estão em curso iniciativas no âmbito judicial.




Posts recentes

Ver tudo