Buscar
  • SINTUFF

Retorno presencial na BCG enfrenta falta de condições de trabalho



Servidora produziu relato sobre a falta de condições de trabalho adequadas na Biblioteca Central do Gragoatá (BCG) após o retorno do trabalho presencial. Confira:


"Eu, Lucyene Almeida de Faria Brito, bibliotecária, lotada na Biblioteca Central do Gragoatá (BCG), e Coordenadora da Pasta Jurídica e de Relações de Trabalho do Sintuff, venho manifestar a minha insatisfação e indignação com as condições de trabalho que encontrei ao me inserir na escala de rodízio a partir de novembro para o retorno ao trabalho presencial.

Desde meados de novembro, tenho enviado e-mail relatando e solicitando à Coordenação de Bibliotecas (CBI), a limpeza da sala que trabalho bem como de toda a biblioteca que ocupa 3 pisos no Campus do Gragoatá. A Biblioteca por conter no seu acervo livros e vários tipos de documentos, necessita além da limpeza das suas instalações, a limpeza também do acervo, para minimizar a proliferação de fungos, ácaros que podem ocasionar doenças e trazer sérios riscos à saúde do trabalhador.

Em resposta ao e-mail, recebi a informação que a Superintendência de Documentação (SDC) só possui um trabalhador terceirizado para fazer a limpeza da Sede da SDC que fica no Gragoatá como também de toda a BCG. É humanamente impossível uma pessoa sozinha fazer a limpeza e manutenção dos 3 pisos da biblioteca com suas estanterias, 6 banheiros (2 por andar), copa, salas de trabalho, secretaria, etc .É uma sobrecarga de trabalho imensa, e que necessita para execução da limpeza e manutenção só da BCG ,de pelo menos 2 trabalhadores por andar.

Por enquanto estamos em rodízio, e deveríamos estar nos preparando para o retorno do próximo semestre em 28 de março de 2022, que será essencialmente presencial, com os alunos, professores.

Preparar os ambientes para o retorno com segurança estabelecendo os protocolos é fundamental, e a limpeza bem como sua manutenção, é um dos elementos centrais nesse processo.

Espero que esta denúncia chegue aos órgãos competentes na UFF para que as providências sejam tomadas de modo que os trabalhadores da biblioteca possam ter um ambiente limpo para poderem desenvolver as suas atividades laborais.

Você servidor da UFF, que queira fazer a sua denúncia, entre em contato com o Sintuff. Não é necessário se identificar, use este espaço para denunciar as condições dos seus locais de trabalho e abrir um canal de diálogo com a Comissão que foi criada no Conselho Universitário (CUV) para o retorno presencial.


Atenciosamente,

Lucyene"

Posts recentes

Ver tudo