Buscar
  • SINTUFF

Nota sobre o corte de auxílio-transporte de servidores em atividade presencial


Na UFF existem muitas atividades que, embora não estejam diretamente ligadas ao combate ao COVID-19, são consideradas pela gestão como serviços essenciais e permanecem em trabalho presencial. Servidores em atividade presencial nos relatam que no contracheque apareceu retirado o auxílio-transporte. Isso é uma completa arbitrariedade.


A reitoria, enquanto demonstra celeridade em cumprir ordens do governo e retirar benefícios dos servidores, ainda corta o auxílio-transporte de trabalhadores que estão comparecendo presencialmente em seus locais de trabalho. Além disso, a reitoria não oferece uma resposta imediata a esses servidores sobre os cortes indevidos. O que pretende a reitoria da UFF? Explodir a granada que o governo pôs nos bolsos dos servidores?


Orientamos os técnico-administrativos que estão em atividade presencial e sofreram esse corte a entrarem em contato imediato com o Departamento Jurídico do SINTUFF, enviando seus contracheques, nomes e dizendo onde está sendo a atividade presencial, para que o sindicato possa tomar as medidas cabíveis.