top of page
Buscar
  • Foto do escritorSINTUFF

Governo mantém reajuste zero para 2024 em nova proposta de reestruturação da carreira

O governo federal se reuniu, nesta terça-feira (11), em mesa de negociação com os Comandos Nacionais de Greve da FASUBRA e do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE). Representantes do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI) apresentaram uma nova proposta para reestruturação da carreira de técnico-administrativas(os) em educação (TAEs), na data em que a greve da categoria nas universidades completou 90 dias. A força da greve, com ampla adesão da categoria e grande repercussão junto à opinião pública, impeliu o governo a recuar do tom bélico e insultoso adotado em reuniões anteriores. Os números apresentados, contudo, permanecem muito aquém das reinvindicações da categoria e da recente contraproposta protocolada pelo Comando Nacional de Greve (CNG).


Proposta mantém 0% para 2024, veja o que mudou:


A proposta do governo não alterou os percentuais de reajuste salarial para 2025 e 2026 e manteve 0% de recomposição para 2024. No Plano de Carreira, a nova proposta modifica o step para 4,0% em 2025 e 4,1% em 2026, uma variação residual em relação aos 3,9% atuais. Quanto à redução das desigualdades entre as classes, utilizando o piso do nível E como referência, houve apenas uma mudança mínima em relação à proposta anterior, que alterou de 35% para 36% a proporção do nível A para o nível E.


Dirigentes da FASUBRA e do SINASEFE informaram que foram pautadas a discussão sobre o reposicionamento dos(as) servidores(as) aposentados(as); a criação de grupo de trabalho para regulamentar o Reconhecimento de Saberes e Consequências (RSC) no âmbito da Comissão Nacional de Supervisão da Carreira (CNSC) junto ao Ministério da Educação (MEC); revisão de horários, plantões e funcionamento da folha de ponto.


Durante a reunião, o governo entregou um documento com detalhes de sua proposta e um comparativo em relação às propostas anteriores, que pode ser acessado através do link abaixo:


PCCTAE-11-06-2024
.pdf
Fazer download de PDF • 788KB

O Comando Nacional de Greve da FASUBRA se reunirá para debater as orientações após a mesa de negociação e as assembleias locais discutirão a proposta do governo. A Assembleia do SINTUFF será nesta quinta-feira (13), 14 horas, no Auditório do Bloco F (Faculdade de Economia), no Campus Gragoatá.


Ato no Rio reúne categorias da Educação

Paralelamente à mesa de negociação, ocorreram atos em Brasília e nos estados. Em frente ao Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), centenas de servidores pressionavam o governo com bandeiras, cartazes, faixas e vigília. Houve ações radicalizadas em diversas bases da FASUBRA e do SINASEFE.


No Rio, ocorreu um ato unificado da educação em greve, que saiu em passeata da Candelária até o Buraco do Lume, percorrendo a Avenida Rio Branco. O SINTUFF compareceu com uma impactante delegação, com inúmeras faixas, bandeiras, camisas, cartazes e uma animada percussão.

Comments


bottom of page