Buscar
  • SINTUFF

Dia 28 é paralisação e ato dos servidores federais por reajuste



Haverá paralisação geral do serviço público federal, na quinta-feira (28/4), por reajuste salarial emergencial de 19.99%, para recompor as perdas salariais acumuladas nos últimos três anos.

Os atos em todo o Brasil e em Brasília fazem parte da Jornada de Lutas, de 25 a 29 de abril. O governo Bolsonaro se recusa a receber as categorias para negociar e anuncia um suposto reajuste de apenas 5%, percentual que não repõe sequer os últimos doze meses de inflação.

O índice de 5% é uma afronta ao conjunto dos servidores, que exigem a abertura de negociações. O INSS já está greve e o SINASEFE (Educação Básica Federal) aprovou deflagrar greve no dia 16/5. É preciso intensificar a campanha salarial com atos de rua, paralisações e ampliação das categorias em greve. Inicialmente o governo anunciou reajuste somente para a Polícia Federal. Agora, ao falar em 5% para todas as categorias, o governo demonstra medo da mobilização e que o serviço público federal unificado pode conseguir um reajuste que realmente reponha as perdas reais, caso intensifique a mobilização.

As categorias representadas pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (FONASEFE) exigem do governo um proposta oficial, detalhada, que atenda igualmente ativos e aposentados e que avance verdadeiramente contra as perdas inflacionárias.

Fortaleça a campanha salarial! Paralise e participe do ato unificado no dia 28. Concentração nas Barcas, 15 horas. Ato unificado no Rio, 16 horas, no Largo do São Francisco, Centro.



Posts recentes

Ver tudo