top of page
Buscar
  • SINTUFF

Técnico-administrativos estão sem mandato nos conselhos superiores

SINTUFF e conselheiros cobram agilidade para repor representação


Na sessão do Conselho Universitário (CUV) de dezembro de 2022, o reitor Antonio Claudio da Nóbrega, por sua própria iniciativa, propôs a prorrogação do mandato dos conselheiros do segmento técnico-administrativos por mais três meses (até março), de forma a garantir o tempo necessário para realização de eleição de novos representantes. Não houve, naquele momento, nenhuma objeção dos conselheiros presentes.

A Secretaria Geral dos Conselhos Superiores enviou à Bancada Técnico-Administrativa enviou convite para a sessão de janeiro do CUV, mas enfatizou que o atual mandato destes está vencido, a despeito da prorrogação encaminhada pelo próprio reitor em dezembro. O vice-reitor Fabio Passos alegou que, no CUV de dezembro, apesar de ter sido verbalizada pelo reitor, a proposta não foi encaminhada para votação. Ocorre que inúmeras decisões adotadas pelo CUV em outros momentos já foram encaminhadas dessa forma, com a simples citação da presidência da mesa, desde que não houvesse objeção do plenário. Conforme afirmação do vice-reitor, a bancada dos técnico-administrativos seguiria até março participando dos conselhos quando convidada, com direito a voz, mas sem direito a voto.

É urgente a realização de novas eleições para renovar a representação do segmento técnico-administrativo e não deixar a categoria de fora dos conselhos. A gestão da UFF precisa formar de imediato a comissão responsável pelo processo eleitoral, que por praxe tem a participação do SINTUFF, e a mesma já se reunir em breve para aprovação de um calendário eleitoral. É importante frisar que mesmo o sindicato tendo disposição a colaborar para o processo eleitoral, é responsabilidade da gestão da universidade conduzir institucionalmente e viabilizar logística e estrutura para realização desse processo eleitoral.

bottom of page