top of page
Buscar
  • Foto do escritorSINTUFF

Reunião no HUAP debate pautas da categoria visando conferências de saúde


Foto: Jesiel Araujo

SINTUFF realizou, no Hospital Universitário Antonio Pedro (HUAP), reunião prévia (22/3) à Conferência Municipal de Saúde. Estiveram presentes servidores de diversos setores de trabalho do hospital. Foram dados diversos informes e debatidos temas como cessão compulsória de servidores à EBSERH, insalubridade, Piso Nacional da Enfermagem, abono permanência, recessos e pontos facultativos, entre outras pautas. O Departamento Jurídico esteve presente e respondeu a diversas dúvidas acerca desses temas. Foi informada pela mesa a decisão de reabrir a subsede do SINTUFF no HUAP, com plantões jurídicos, ainda no mês de abril.


A reunião encaminhou diversas pautas ao CUV, à reitoria, à nova gestão da EBSERH e à Conferência Municipal de Saúde. Confira os encaminhamentos:


  • Levar às Conferências Muncipal, Estadual e Nacional de Saúde, espaços de abrangência maior que a UFF, as denúncias, reclamações e reinvidicações dos trabalhadores do HUAP.

  • Conforme orientação do documento da 17º Conferência Nacional de Saúde, lutar contra todas as formas de privatização na saúde e educação: OSs, Fundações e EBSERH. Por uma saúde 100% SUS.

  • Posicionamento contrário à saúde como mercadoria, sujeita a precarização, espoliação e adoecimento da classe trabalhadora promovidos pelo capitalismo privatista. Não ao lucro e sim ao direito de vida. Viva o SUS!

  • Solicitar reunião/mesa de negociação da nova superintendência do HUAP (EBSERH) com o SINTUFF para tratar de temas que afetam os servidores e os estudantes.

  • Promover e incentivar a participação em atos e ações unificadas com os diferentes fóruns de saúde (junto a trabalhadores de toda a rede de saúde, SINDSPREV, SINTUFF, ADUFF, DCE, Frente Nacional Contra a Privatização da Saúde, Fórum de Saúde/RJ, entre outras). Que estas ações se dêem também na luta pelo Piso Nacional da Enfermagem.

  • Encaminhar ao CUV e à reitoria cobrança de apoio à luta pelo Piso Nacional de Enfermagem, assim como a garantia de não retaliação ou corte de ponto a quem aderir às mobilizações e paralisações por essa causa.

Comments


bottom of page