Buscar
  • SINTUFF

Renúncia de Tarcísio é confissão de culpa pelo fracasso da EBSERH

Através de estranha carta, o superintendente do Hospital Universitário Antonio Pedro (HUAP), Tarcísio Rivello, anunciou sua renúncia ao cargo. Os rumores de sua saída já circulavam desde a apuração de votos das eleições para reitor, devido ao péssimo desempenho da chapa de Antonio Claudio, apoiada por Tarcísio, na urna do hospital, com apenas 14% dos votos entre os servidores.


A carta tem aparência de ser uma colagem de textos diferentes, devido ao uso de fontes tipográficas distintas e ao fato do diretor ser tratado hora na primeira pessoa, hora em terceira pessoa. A estranheza da carta somente reforça, ao que tudo indica, ter sido uma renúncia forçada pelos recentes acontecimentos políticos.


A saída de Tarcísio em meio ao período eleitoral e o resultado da chapa do atual reitor na urna do Antonio Pedro são elementos que confirmam o fracasso da gestão da EBSERH e as denúncias sobre as mazelas que vive o hospital. Não basta que saia Tarcísio Rivello e o reitor o substitua por outro que manterá o mesmo modelo de gestão. É preciso iniciar o processo de ruptura com a EBSERH, repor as vagas de servidores estatutários através de concurso público e garantir eleições diretas para Direção Geral e de Enfermagem do HUAP. Nada disso é possível com a permanência do atual reitor no cargo. Este precisa ser convidado a se retirar através das urnas junto ao Superintendente do HUAP, nos dias 11, 12 e 13 de julho.


Veja a carta abaixo:







Posts recentes

Ver tudo