Buscar
  • SINTUFF

Gestão do HUAP não divulgou procedimento para retorno de vacinados

Em audiência pública sobre a vacinação em Niterói, o superintendente do Hospital Universitário Antonio Pedro (HUAP) não respondeu qual é a política do Antonio Pedro para retorno dos afastados que completarem o processo de imunização, após tomar as duas doses da vacina e cumprir o tempo de espera. O SINTUFF protocolou documento junto à reitoria da UFF e à gestão do HUAP cobrando respostas sobre os procedimentos para retorno das pessoas vacinadas. O HUAP também não disponibilizou imunizantes para os servidores afastados, assim como terceirizados e servidores do setor administrativo seguem sem acesso à vacina. É fundamental a imunização dos servidores afastados de forma a aumentar a capacidade de atendimento do hospital e reduzir a sobrecarga de trabalho dos que estão na linha de frente no momento.

Segundo informações obtidas com o SINDSPREV Niterói, unidades como o Hospital Municipal Carlos Tortelly (antigo CPN) ampliaram a vacinação incluindo setor administrativo, terceirizados e afastados, mostrando que é possível avançar nessa direção.


Liminar do SINTUFF não impede retorno de afastados

Tem circulado a falsa informação que a liminar obtida pelo SINTUFF impediria o retorno dos afastados ao trabalho. O Departamento Jurídico do sindicato novamente esclarece que esta liminar não apresenta nenhum impeditivo aos servidores que desejem retornar ao trabalho. Qualquer decisão de afastamento do servidor sem anuência do mesmo é de exclusiva responsabilidade da gestão da UFF, não sendo fruto da decisão judicial obtida pelo sindicato.

Tampouco, a liminar impede o retorno de pessoas que já completaram o processo de vacinação, que ao encontram-se imunizadas obviamente deixam de pertencer aos grupos de risco.