• SINTUFF

Em CUV dividido ao meio, reitoria tenta distorcer votações


A reunião do Conselho Universitário (CUV) (5/8) foi polarizada entre as propostas encaminhadas pelas bancadas estudantil, dos técnico-administrativos, assim como do Movimento UFF Democrática (MUD), frente aos pareceres emitidos pelas câmaras técnicas. Os pareceres foram todos contrários a essas proposições, sob orientação da Procuradoria. Fica nítida a atuação política dos procuradores em abonar toda e qualquer política da reitoria e recusar todas as propostas que fugirem do controle político da gestão.

Com método antidemocrático, reitoria contabilizou 9 votos a mais

Para confirmar suas posições, o reitor Antonio Claudio encaminhou um método de votação antidemocrático onde somente os votantes contrários aos pareceres defendidos pela reitoria precisavam se manifestar. Todos os demais votos, independente da confirmação da presença do conselheiro na sala, eram contabilizados como favoráveis. Dessa forma, na votação sobre assistência estudantil, os pareceres defendidos pela reitoria contabilizaram 52 votos, nove a mais que a realidade. Mesmo sendo explicitamente distorcido o resultado, os aliados da reitoria queriam impor de toda forma o placar irreal.

Votação real empatou

Mesmo com vários conselheiros pedindo questão de ordem, o reitor ignorou os apelos e deu a votação como encerrada. Após muita pressão de diversos conselheiros, se procedeu a votação por chamada nominal, conforme prevê o regimento dos conselhos. Assim, foi possível apurar qual era a verdadeira quantidade de votos. A votação ficou empatada em 43 votos a favor e 43 votos contrários ao parecer. Ficou comprovado que havia uma tentativa explícita de distorcer as votações. Após o empate, o reitor desempatou a votação em favor do parecer e contrariamente às proposições que ampliavam a assistência estudantil.

Adicional de Insalubridade

A reitoria não acatou a proposta de inversão de pauta para que a proposição sobre grau máximo de insalubridade no Hospital Universitário Antonio Pedro (HUAP) fosse o primeiro ponto da pauta. Com a reitoria tentando distorcer as votações, não houve tempo hábil para essa e outras pautas avançarem. As proposições serão debatidas na próxima semana, em um CUV extraordinário.

Importante frisar que a proposta de resolução sobre insalubridade é a que foi apresentada há mais tempo e a que envolve a vida de trabalhadores que estão na linha de frente do combate à pandemia, A postura do reitor mais uma vez demonstra que se trata de uma opção política da gestão seguir prejudicando e negligenciando a vida e os direitos dos trabalhadores do HUAP. Se essa reitoria tivesse mais responsabilidade, cinco trabalhadoras não teriam ido a óbito, tendo em vista que todas eram de grupo de risco e não tinham condições de serem mantidas em atividade presencial.

Contudo, a votação empatada no tema da assistência estudantil mostra que o CUV está dividido e é que há possibilidade de aprovar o grau máximo de adicional de insalubridade para o HUAP nesse espaço. Juridicamente não há nenhum impedimento. Tanto é assim, que várias câmaras municipais e a Câmara Legislativa do Distrito Federal já aprovaram essa medida, sem ter qualquer legalidade questionada.

Endereço:
Rua Coronel Tamarino, nº 37 - Gragoatá

Niterói - RJ

CEP: 24210-380

secretaria@sintuff.org.br

Telefones: (21) 2717-9292 / 3604-1800

© 2013

by Marcello Bertolo

  • Blogger Square
  • b-facebook
  • Google Round
  • Twitter Round
  • b-youtube