Servidores desmontam argumentos da reitoria na Audiência Pública

A reitoria tentou transformar a Audiência Pública em um palanque de sua tese jurídica sobre o tema das 30 horas. Primeiro, montou uma mesa unilateral, antidemocrática, sem a presença de nenhum servidor técnico-administrativo e apenas com convidados escolhidos pela reitoria. Além disso, marcou a Audiência para um dos menores auditórios da UFF, talvez imaginando que, após tantos ataques, a categoria tivesse arrefecido seu ânimo em defesa das 30 horas. Mas se enganou. O espaço ficou superlotado e completamente insalubre para realização de um debate tão relevante. Contudo, não satisfeita, a reitoria manobrou para inverter dinâmica da Audiência, de forma que o sindicato falasse primeiro para a re

Por igualdade na mesa da Audiência sobre 30 horas e ponto eletrônico

O SINTUFF vem a público questionar a composição desproporcional e antidemocrática da Mesa da Audiência Pública sobre Flexibilização da Jornada de Trabalho e Ponto Eletrônico. A defesa das 30 horas para todos os servidores técnico-administrativos da UFF está desprovida de fala técnica e o SINTUFF restrito a uma fala enquanto a reitoria terá duas, que serão acompanhadas de diversas falas "técnicas" e institucionais para defender a mesma tese jurídica do reitor. Isso demonstra a insegurança da reitoria na defesa de seus argumentos. Pela distribuição prevista, a tese defendida pelo SINTUFF terá apenas 12 minutos para se expressar, enquanto a posição da reitoria somará mais que o triplo desse esp

Endereço:
Rua Coronel Tamarino, nº 37 - Gragoatá

Niterói - RJ

CEP: 24210-380

contato@sintuff.org.br

Telefones: (21) 2717-9292 / 3604-1800

© 2013

by Marcello Bertolo

  • Blogger Square
  • b-facebook
  • Google Round
  • Twitter Round
  • b-youtube